O que é PESQUISA?

Traçar os objetivos.

Pesquisa é um conjunto de ações que visam a descoberta de novos conhecimentos em uma determinada área.

No meio acadêmico, a pesquisa é um dos pilares da atividade universitária, em que os pesquisadores têm como objetivo produzir conhecimento para uma disciplina acadêmica, contribuindo para o avanço da ciência e para o desenvolvimento social.

A palavra pesquisa deriva do termo em latim perquirere, que significa "procurar com perseverância". Uma parte importante de qualquer pesquisa é o recolhimento de dados, e por isso um pesquisador deve buscar por informações com diligência.

Metodologia e técnicas de pesquisas científicas.

Ainda é um desafio para muitos estudantes brasileiros de graduação e pós-graduação dominar as técnicas de elaboração de um trabalho científico. A redação, com qualidade, de artigos e de estudos de conclusão de curso requer um amplo domínio da metodologia da escrita acadêmica. Tendo em vista tal dificuldade, esse blog tem como objetivo orientar e ajudar estudantes a desenvolver trabalhos e pesquisas científicas. Assim ampliando seus conhecimentos. 

DICA: Como Iniciar uma Pesquisa Científica.

Briefing da pesquisa.

Todo começo é difícil. Elaborar um projeto de pesquisa e dar início à uma pesquisa científica muitas vezes é um trabalho confuso e minucioso. Mas não precisa ser assim!

Este post apresenta uma dica útil para professores orientadores e alunos pesquisadores, de como começar uma pesquisa científica a partir da formulação de uma pergunta inicial. Essa dica foi publicada pelo professor  André Porto Ancona Lopez, autor do Blog Metodologia em Ciência da Informação.

Boa Leitura.

O desenvolvimento de uma pesquisa de cunho científico resulta de uma vontade de conhecer algo. Tal vontade, porém, não se limita a uma simples curiosidade. Deve ser sistematizada e seguir rigorosos procedimentos. A pesquisa em ciência não pode ser limitada à busca de uma solução técnica para um problema. O foco principal reside na tentativa de melhor entender o problema, bem como de compreender os motivos do sucesso (ou do fracasso, se for o caso) da hipótese testada. O primeiro passo, então, é o estabelecimento de uma problemática que traduza, de modo adequado, essa curiosidade inicial.

Sugestão de atividade
 
1. Proponha uma pergunta “ingênua”.
2. Identifique o tema ligado a essa pergunta.
3. Colete informações básicas sobre esse tema (nessa fase de aproximação, não há muito rigor quanto às fontes de tais informações, isto é: wikis e outras fontes não-científicas servem, apenas nesse momento, para familiarizar o pesquisador iniciante com o tema).
4. Separe algumas indicações bibliográficas pertinentes ao seu tema (agora a literatura informal não vale mais). O ideal é que você busque materiais mais recentes em diferentes tipos de publicação (livros, revistas e teses). Provavelmente, você não encontrará nada que dê conta especificamente de seu problema. Não se preocupe e lembre-se de que você ainda está coligindo informações sobre o tema.
5. Após fazer um primeiro olhar nesse material, tente transformar sua “pergunta ingênua” em uma “pergunta de partida”.
 
O fluxograma acima visa esquematizar o processo.⬆⬆⬆

Como escolher o tema do seu TCC em 3 passos.

Neste vídeo, o locutor irá direcionar sua linha de raciocínio para resolver essa dúvida que impera na época da escolha do tema.

Como fazer a introdução do seu trabalho?

Assista a mais um video onde as dicas tornarão menos complicada a forma de redigir a introdução do trabalho científico.

Como proceder na revisão de Literatura.

A revisão de Literatura é a base do conhecimento em que você irá desenvolver. são referências reais daquilo que você investiga. Na revisão que retiramos as informações e dados que tornam relevante e confiável todo o trabalho criado e desenvolvido.

Plágio. Muita atenção e cuidado.

Pode ser que você não saiba, mas copiar algum texto completa ou parcialmente, sem dar os devidos créditos, ou sem a autorização do autor é crime com pena prevista em lei. O Código Penal tem uma sessão que trata especialmente dos Crimes Contra a Propriedade Intelectual.


Quem produz algo é autor e dono daquela produção, qualquer coisa escrita, dirigida, produzida por alguém é de sua propriedade, isso é a propriedade intelectual. Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Na lei existem algumas especificações sobre o crime de plágio.

Crime de Violação aos Direitos Autorais no Art. 184 – Código Penal, que diz: Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. 

§ 1º Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente: Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. 

§ 2º Na mesma pena do § 1o incorre quem, com o intuito de lucro direto ou indireto, distribui, vende, expõe à venda, aluga, introduz no País, adquire, oculta, tem em depósito, original ou cópia de obra intelectual ou fonograma reproduzido com violação do direito de autor, do direito de artista intérprete ou executante ou do direito do produtor de fonograma, ou, ainda, aluga original ou cópia de obra intelectual ou fonograma, sem a expressa autorização dos titulares dos direitos ou de quem os represente.

§ 3º Se a violação consistir no oferecimento ao público, mediante cabo, fibra ótica, satélite, ondas ou qualquer outro sistema que permita ao usuário realizar a seleção da obra ou produção para recebê-la em um tempo e lugar previamente determinados por quem formula a demanda, com intuito de lucro, direto ou indireto, sem autorização expressa, conforme o caso, do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor de fonograma, ou de quem os represente: Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.

Os direitos autorais são violados quando há publicação ou reprodução abusiva, com a utilização excessiva do contratado, tradução não autorizada, a conduta de atribuir para si a obra ou parte dela de autoria de outrem, condutas estas denominadas pela LDA, em seu art. 5º inc. VII, de contrafação.

Na internet o problema para controlar os direitos autorais é mais difícil, vários blogs pessoais copiam textos e não dão os devidos créditos, porém é mais difícil controlar quem foi o verdadeiro autor daquele texto, já que não existe uma forma de saber a origem do conteúdo produzido. 

Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO - Cursos Online : Mais de 1000 cursos online com certificado 

http://www.portaleducacao.com.br/direito/artigos/50044/o-crime-de-plagio#ixzz4F6i5Co3Qlicação seja em parte ou no todo irá comprometer toda a sua coná-lo na hora de publicar e/ou

NORMAS ABNT -2016

Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é responsável pela definição das normas de formatação de projetos de pesquisa e monografias no país. Para produzir trabalhos acadêmicos deste tipo, é essencial conhecer e estar atento aos padrões exigidos e às regras da ABNT.

SEGUE ABAIXOALGUMAS DICAS:

FONTE

O corpo do texto deve ser digitado na cor preta, com fonte tamanho 12. As mais usadas costumam ser Arial ou Times New Roman. As exceções a essa regra são:

1. Os textos podem ser de outras cores somente para ilustrações

2. A fonte 10 deve ser usada em citações de mais de três linhas, notas de rodapé, tabelas, fontes e legendas.

Todos os textos devem iniciar no anverso da folha, ou seja, na frente. O trabalho deve ser impresso em folha tamanho A4, branca ou reciclada. Recomenda-se que as impressões sejam na frente e no verso das folhas.


MARGENS


Para o anverso, ou seja, a frente da folha, as margens devem ser: esquerda e superior de 3 cm e direita e inferior de 2 cm. Para o verso, as margens direita e superior são 3 cm e a esquerda e inferior são 2 cm.

ESPAÇAMENTO


Todo o texto deve ter espaçamento de 1,5 entre as linhas, com exceção às citações com mais de três linhas, notas de rodapé, referências e legendas, que devem ter espaçamento simples.

As notas de rodapé, inclusive, também possuem as suas próprias normas de espaçamento definidas pela ABNT. Elas devem estar separadas do texto por uma linha fina e ter espaçamento simples (1.0 entre linhas). A fonte deve ser tamanho 10, e caso haja mais de uma nota, elas devem estar alinhadas levando em consideração a primeira letra de cada uma.

TÍTULOS E SUBTÍTULOS

Os títulos das seções sempre começam no anverso, ou seja, na frente das folhas. Eles devem estar localizados na parte superior da mancha gráfica e sempre alinhados a esquerda. A numeração dos tópicos vai depender do desenvolvimento do trabalho, porém, existem normas específicas que garantem a clareza desse sistema no texto.

 


O sistema mais usado em monografias é a numeração progressiva que segue as regras da ABNT/NBR-6024. De acordo com seus fundamentos, cada seção deve ser numerada usando apenas algarismos arábicos. Seguindo essa ordem, os títulos de capítulos surgem como seções primárias, os primeiros subtítulos como seções secundárias e assim por diante. É importante lembrar que tais divisões só vão até as seções quinárias (veja quadro com exemplo abaixo). Para identificá-las, utilizam-se números separados por pontos, a partir da seção secundária. Lembre-se de que entre o título e os indicadores de seção (números), não há separação por pontos, hífens ou quaisquer sinais gráficos. O que se usa é apenas um toque na barra de espaço (caractere).

No corpo do texto, a numeração fica desta forma, sempre alinhado à esquerda:

1 TÍTULO (Deve ser colocado em maiúsculas e em negrito)
1.1 Subtítulo (Pode ser escrito em todo em maiúsculas, ou apenas a primeira letra. Também usa negrito)
1.1.1 Subdivisão do subtítulo (Tem apenas a primeira letra em maiúscula e aparecem em negrito)
1.1.1.1 (igual ao anterior) 
1.1.1.1.1 (igual ao anterior)


Se ainda for necessário dividir uma seção ou subseção é preciso usar alíneas. Nelas, em vez de números, usam-se letras seguidas por parênteses, como no exemplo a seguir.
a) xx; 
b) xx; 
c) xxx. 

Lembre-se que a numeração do texto deve corresponder exatamente à que estará no sumário.

 

NUMERAÇÃO DE PÁGINAS

parte pré-textual de seu trabalho (folha de rosto, lista de ilustrações, sumário, etc.) deve ser numerada sequencialmente, ou seja, com números romanos. A numeração com algarismos arábicos deve começar a partir da parte textual e continuar até o pós- textual. O número das páginas em ambos os casos deve estar localizado no canto superior direito, a 2 cm das bordas direita e superior.

Qualquer duvida pode ser esclarecida acessando o site abaixo:

http://www.abnt.org.br/normalizacao/lista-de-publicacoes/abnt/category/150-normas-publicadas-janeiro-2016